PACOTE DE 65 BI E UMA PAUTA VIA AGÊNCIA DE TRABALHO.

Por Marcos Alencar 06/09/19.

Jamais serei crítico de qualquer projeto que tenta socorrer o desemprego, no Brasil e no Mundo. Portanto, abro o artigo de hoje parabenizando o Governo Federal, por ter ouvido o meu clamor. Me considero ouvido, porque desde a subida da rampa, que mando recados ao Governo de que: “PRECISAMOS DE UM XERIFE TOCANDO O PROBLEMA DO DESEMPREGO NO BRASIL X O DESEMPREGO TECNOLÓGICO X O ESTÍMULO A CONTRATAR EMPREGADOS”.

Vejo a iniciativa como muito positiva.

Segundo a matéria da FOLHA (eu gosto de ler o que diz a oposição, porque a mesma tende a não inflar) serão dez frentes:

  • Agências de empregos espalhadas pelo País, privadas (vejo como positivo, terá mais gestão);
  • Os depósitos recursais (que eu sempre critiquei!!! como um assalto ao empreendedorismo) serão liberados para capital de giro das empresas;
  • Uso mais amplo do seguro garantia, evitando que o dinheiro fique parado numa conta judicial;
  • Criação do Emprega+ para mais qualificação dos empregados (precisamos de pessoas alfabaitizadas!!);
  • Compensação financeira para empresas que investirem em qualificação dos empegados;
  • Desoneração da folha de pagamento, em 50% (excelente, porque trabalho faz a roda da economia girar);
  • Aumento do número de empregados do MEI (concordo plenamente);
  • Privatização do Sine (concordo, porque precisamos de mais profissionalismo na condução);
  • CERTsimples – é um certificado para dar maior credibilidade aos pequenos empresários e com isso melhor taxa bancária;
  • Ampliar o microcrédito (outra medida fantástica, seguindo ao exemplo dos bancos privados que atuam nesse segmento)

Ou seja, se as medidas forem realmente retiradas do papel, haverá uma reação em cadeia – de proporções inimagináveis !! ai sim, teremos uma mudança de atitude, de comportamento, o governo estará sinalizando para as empresas que vale a pena ter empregados. Elas estarão sendo seduzidas e com isso, vamos ter menos pessoas sendo sustentadas pela Previdência Social e ao receberem salários, passam a fazer a roda da economia girar.

O Governo deve analisar ainda as irresponsáveis e inconsequentes ordens judiciais de bloqueio de crédito, que habitualmente são disparadas e bloqueiam (repetidas vezes) as contas bancárias e demais aplicações das empresas, retirando das mesmas o capital de giro, porque o ato de desbloqueio leva dias para acontecer. Isso é um ato ilegal e um abuso de autoridade – nós aqui protestamos há décadas e a situação persiste. Criticamos isso, da mesma forma que entendo um absurdo que uma empresa tenha que depositar para exercer todos os seus recursos trabalhistas (arredondando) quase R$40 mil reais !! – Isso não existe. O direito de recorrer, deve ter um custo, mas dentro de uma razoabilidade. Os valores impostos, impedem o exercício da ampla defesa, por razões óbvias.

Associado a tudo isso, há um ganho social tremendo – porque o DESEMPREGO desagrega as famílias, gera a prostituição, trabalho infantil, tráfico de drogas, adoecimento dos chefes de família, etc. – o desemprego é um desastre na sociedade. O Governo precisa ser o capitão desse navio, apontando a direção e apoiando, ensinando a pescar e nunca dando o peixe.

Agora sim, parabenizo o Governo pela iniciativa, considerando que depois da extinção do Ministério do Trabalho ficou um vácuo na condução do grave problema do desemprego no Brasil. O Governo precisa ainda, criar uma divisão (uma força tarefa) que pense na inovação e na revolução digital, como mecanismos para criação de novos empregos, empregos estes que ainda não imaginamos como serão, estamos na porta de um mundo novo e cheio de oportunidades, mas precisamos convertê-las em trabalho e renda.

Compartilhe esta publicação

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email