As eleições e o desemprego.

Capturar Por Marcos Alencar (27.10.14) A Presidente Dilma está reeleita com 51% dos votos válidos. A vitória foi a mais difícil desde as eleições diretas, basta somarmos os votos brancos e abstenções com os votos do candidato derrotado nas urnas e teremos uma dimensão do quanto esses 51% representam. Os analistas políticos e econômicos pregam que o País está dividido, o sul e sudeste na oposição contra o norte e nordeste, sendo o nordeste a região que mais apoiou a reeleição e que gerou inclusive crescimento de votos em comparação com a eleição anterior para mesma chapa presidencial. Os especialistas reiteram que os investimentos, que já estavam parcos pela falta de confiança no País, tendem a diminuir ainda mais. A falta de confiança de que algo vai mudar em relação ao combate da inflação e reformas (registre-se que no primeiro discurso após a reeleição a Presidenta ressaltou que vai dar andamento as reformas) tende a deixar a economia do Brasil e “stand by”. Se associarmos tudo isso a depressão do mercado e as dificuldades que o Partido da Presidenta irá encontrar no Congresso e nas ruas, pois a vitória ocorreu nos “pênaltis”, existe sim chance de acréscimo aos índices de desemprego, principalmente na indústria. Isso é péssimo, se considerarmos também que estamos em fins de outubro de 2014 e tudo no País pára literalmente no final de ano e vai até o Carnaval. Portanto, podemos sim vir a amargar demissões além dos índices normais nos próximos 3 meses. O escândalo denunciado pela Revista Veja é mais uma pedra no caminho, caso obviamente se confirme, pois certamente haverá uma comissão parlamentar de inquérito com a oposição (que está fortalecida com os 49% dos votos) e isso vai ocupar muito o Planalto com a defesa da Presidenta. No discurso de ontem, sinceramente, não senti tranqüilidade nas palavras da Presidenta, como se antevisse dias mais difíceis do que os atuais. Vamos torcer para que a reeleita enxergue que está no rumo errado e que precisa dar segurança aos mercados e atrair novos investimentos, da mesma forma, que as denúncias de envolvimento seu com os desvios praticados na Petrobrás não passam de especulação. O fato do País estar dividido e com os fantasmas da inflação e do desemprego batendo à porta, é ruim para todos os 100% de brasileiros que foram às urnas e homenagearam a democracia.]]>

Compartilhe esta publicação

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email