livro_manualdoprepostomarcosalencar_banner (1)
Últimas notícias do TST:
Sábado, 13 de agosto de 2022

Um Comentário sobre o INMETRO e a Portaria 1510/09.

Hoje transcrevo um comentário do Sr. Valdir, que nos dá uma visão mais questionadora ainda contra a Portaria 1510/09, que impõe o uso de um único equipamento para marcação do ponto eletrônico. “..Dr. Marcos, É importante destacar que a parceria firmada entre o Ministério do Trabalho e o INMETRO, para o ministro, é como se não houvesse existido estes mais de dois anos de tentativas de colocar a sua portaria em vigor, e que ela tenha enfrentado quatro adiamentos. Todos eles dizendo que seria o último. O INMETRO simplesmente pegou a Portaria 1.510, acrescentou mais alguns dados e disse: É isso aí que vai valer! Mas com todo o respeito que se deve a eles, é bom esclarecê-los de que não dessa maneira que será feita a efetivação da portaria. Os erros, os abusos continuam os mesmos. Aliás o erro está na Portaria 1.510 INTEIRA! Um fato que precisa ser destacado e que o Ministério do Trabalho precisa reconhecer, é que a aprovação de um ÚNICO EQUIPAMENTO para a área de controle de ponto, será um foco de reclamações permanentes pois um tipo equipamento só não irá atender a todos. Nem Jesus, se voltasse hoje, seria unânime. Possivelmente haveria até clone dele. Além do mais durante estes mais de dois anos ficou provado que a ideia do REP com toda aquela parafernália, é falho. Nada é inviolável nos dias de hoje. Para acabar com situações ilegais, basta fiscalizar. Seria interessante o ministro dar uma olhada nos outros ministério ao lado dele. O Ministério da Fazenda tem tudo via Internet. e gerencia todo o dinheiro dos contribuintes, tanto no imposto, como em declarações de renda dos cidadãos. O Tribunal Superior Eleitoral, que utiliza a Internet e é modelo para o mundo todo, comanda as votações para todos os cargos eletivos via rede mundial. Hoje o resultado da eleição é sabido, poucos minutos depois da 18:00, quando encerra as votações. O próprio Tribunal Superior do Trabalho e todos os outros tribunais, utilizam a Internet para seus julgamentos e trâmites de documentos sigilosos. Poderia citar aqui centenas de outros exemplos com os quais mostraria ao sr. ministro que o desejo dele, em relação ao ponto eletrônico, é como voltar ao tempo das cavernas. O ministério do trabalho e alguns juízes enxergam o empresário brasileiro como fraudador, como ladrão de minutos e impostos. Não digo que não exista entre a classe, pessoas que realmente cometem esse tipo de fraude, é claro que existem, mas, acredite, são minoria. O resto deles pagam religiosamente seus impostos e valores aos seus empregados. SÃO HONESTOS. Então, voltando ao assunto, e é bom, também, parar com esse negócio de ficar criando nomes diferentes para o que já existe, ( você já viu a quantidade de símbolos que os tecnocratas do ministério inventaram? Deve existir uma equipe só para inventar aquelas letras ). Inventam nomes complicados tentando parecer importantes. Inventam antenas onde têm galhos sobrando. Pois bem, RELÓGIOS DE PONTO são como carros, caminhões da nossa cidade. Cada motorista tem a sua necessidade. Ele sabe o tamanho da carga que precisa transportar. Se exceder, a Polícia Rodoviária está à postos para chamá-lo à razão com uma multa que pesará em seu bolso. Aliás falando em polícia, como citei diversas vezes aqui e em outros lugares, para os empresários FRAUDADORES bastaria o ministério do trabalho fiscalizar e agir em cima destes elementos, fazendo com que eles paguem por seus crimes e não distribuir a pena para todos os outros empresários. A época de impor ideias, leis, e comandos de cala-boca, já passou. O mundo modernizou e hoje, graças à Internet, estamos ligados ao planeta inteiro. Da mesma maneira que descobre-se novas curas, novas tecnologias, a INTERNET DERRUBA DITADORES E USURPADORES DA VERDADE! Valdir R. Silva  ]]>

Compartilhe esta publicação

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email