livro_manualdoprepostomarcosalencar_banner (1)
Últimas notícias do TST:
Segunda, 18 de outubro de 2021

KINDLE. Revolução ou mais uma traquitana.

foto

Prezados Leitores,

Calma, vamos explicar o que significam ambos. Kindle, nada mais é do que um leitor de e-books, de livros eletrônicos, que parece uma tela de mão, na qual o usuário leva arquivados vários livros.

A grande utilidade é a mobilidade de se ter uma biblioteca ali do seu lado, de rápido acesso e sem ser necessária a conexão com a web. Traquitana é o nome vulgar dado a equipamentos que visam revolucionar algo e depois passam a ser encostados, não decolam.

Meu palpite é que no ramo do direito o KINDLE vai ser um estouro, obviamente depois de sanados todos as falhas que muitos sites atualmente apontam, mas não há como pensar diferente, pelo menos é o que eu acho, por conta da facilidade de estar com inúmeras obras debaixo do braço, para serem lidas a qualquer momento ocioso.

Verdade que o KINDLE não tem o lado romântico de se abrir um livro, mas também não aposto que irá abolí-lo, será uma convivência pacífica como temos entre o DVD e o Cinema. O cheiro de pipoca é imbatível e a telona idem.

Acho que o KINDLE ou outros que venham nessa mesma linha, vão sim estimular a leitura e a consulta, porque será mais prático ler, mais agilidade terá o leitor de acessar e ler vários livros ao mesmo tempo, algo fabuloso.

Mas o que isso tem a ver com a área jurídica, ora, tem tudo a ver, imagine daqui há poucos anos vários magistrados com seus e-books com anotações, verbetes, e/ou advogados, procuradores, enfim, será uma ferramenta essencial no trato diário aos operadores do direito.

Confesso que estou louco para comprar um, apesar dos pesares.

Sds Marcos Alencar

 

Compartilhe esta publicação

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email