livro_manualdoprepostomarcosalencar_banner (1)
Últimas notícias do TST:
Sábado, 23 de outubro de 2021

Diferença entre PR e PLR.

DIFERENÇA ENTRE PR E PLR.     Prezados Leitores, Apesar de Participação nos Resultados e a Participação nos Lucros e Resultados estarem dentro de uma mesma cesta de estímulo à produtividade,  para que não exista confusão entre uma e outra modalidade esclarecemos que a Participação nos Resultados (PR) sempre se vincula a metas e objetivos concretos, não se relacionando com o lucro da empresa. Caso a empresa dê prejuízo, mas sendo a meta prevista atingida, o empregado terá a sua remuneração no resultado alcançado. No caso a Participação nos Lucros e Resultados (PLR), poderá até existir metas definidas mas é condição essencial ao pagamento que a empresa tenha lucro no período, porque o pagamento será retirado de parte desse lucro para distribuição com os empregados. A Lei 10.101/00 é que regulamenta tudo isso, ela visa disciplinar o previsto no art.7, inciso XI, da Constituição Federal de 1988. A política de participação deve ter uma vigência anual, com regras claras e objetivas, podendo ser firmada (assinada) com uma comissão de empregados, que participará inclusive do monitoramento e apuração das metas ou dos lucros, a cada mês, ou ser inserida em instrumento coletivo (com o sindicato de classe). O pagamento em favor dos empregados pode ser semestral ou anual. Na minha opinião é mais seguro que se faça com a participação do sindicato. Para os empregados é mais vantajoso a Participação nos Resultados, porque é mais fácil de atingir e depende esse objetivo de menos fatores externos. Imagine que os empregados cumpram a sua parte e por uma variação cambial ou crise no setor, venha a empresa a dar prejuízo, isso coloca por terra todo o empenho que tiveram, porque sem lucro na Participação nos Lucros e Resultados, não existe pagamento. Quanto a tributação, será descontado o imposto de renda na fonte, e quanto as demais parcelas de natureza trabalhista e previdenciária não existe incidência. O segredo para que essa forma de estímulo a produção funcione plenamente, são regras claras e objetivas, fáceis de compreender, que permitam ao empregado diariamente saber como está o seu desempenho frente ao objetivo que se persegue, isso pode ser associado a assiduidade, pontualidade, disciplina, qualidade, etc.. Sds Marcos Alencar]]>

Compartilhe esta publicação

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email