Robô humanóide. Trabalhador do futuro?

Prezados Leitores,

Se não bastasse as péssimas notícas do forte índice de desemprego por todo o Mundo, surge na Cebit [ feita de tecnologia na Alemanha, Hannover ] um robô em exibição, humanóide, que serve chá para os visitantes.

foto

Não é de hoje [ em face a crise ] que eu alerto a respeito do desemprego tecnológico, especificamente criticando postura do Poder Judiciário Trabalhista em diversas situações LEGISLAR em prol dos reclamantes, sem base jurídica, e de forma assistencialista.

Eu tenho em mente, a tranquilidade, de agir na defesa da classe trabalhadora, considerando que, no momento que o custo da mão de obra humana chega a patamares intoleráveis, os empreendedores passam a trocar as fábricas de local [ vide o fenômeno china, india, vietnam, onde tudo que é americano em sua maioria está sendo produzido lá ] ou investem em máquinas, ou, num futuro muito próximo, vamos ter humanóides, os robôs que agem como se humanos fossem.

Nem máquina e nem robô adoece, tira férias, recebe décimo terceiro, horas extras, etc.. – entenda não estou aqui defendendo a abolição desses direitos – e por isso faz com que a guerra do maior lucro supere toda a questão social.

O que eu quero dizer é que temos que pensar grande, de forma ampla, no sentido de que não existe “almoço grátis” pois alguém está pagando a conta e que não há milagre que faça surgir dinheiro do chão, portanto, cabe aos Magistrados,  principalmente os trabalhistas, pensarem nisso, que temos que tutelar COM BASE NA LEI os direitos trabalhistas dos trabalhadores, mas fazer essa conta.

Quanto mais inseguro juridicamente for o contrato de trabalho, mais sedução haverá para se investr nesse tipo de substituto da mão de obra humana. Estamos vivendo uma segunda revolução industrial, sendo que agora a mesma é tecnológica, é globalizada e ligeira.

Quem quiser ver o vídeo que me refiro, acesse o site da folha on-line, ou clique no link abaixo e assista ao possível trabalhador do futuro.

https://www1.folha.uol.com.br/folha/videocasts/ult10038u529516.shtml

Sds Marcos Alencar

Compartilhe esta publicação

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email