livro_manualdoprepostomarcosalencar_banner (1)
Últimas notícias do TST:
Quinta, 05 de agosto de 2021

De novo, votação do PL4653/94 que trata da redução da jornada.

Não poderia ser em momento mais inoportuno para que o presidente da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, deputado Pedro Fernandes (PTB-MA), anunciasse que os projetos que reduzem a jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais vão entrar na pauta de votação do colegiado na última quarta-feira deste mês (26).

O tema é inoportuno porque num momento de grave crise desses que se busca manter empregos, de forma insensata a referida Comissão pretende reduzir a jornada semanal, mantendo-se o mesmo salário, ou seja, aumentando assim os custos da folha de pagamento e encargos dos empregadores.

O modelo de redução de jornada já está provado que não funciona como geração de empregos, o exemplo francês deixa isso bem claro. Na França a redução causou uma redisputa ao emprego, porque os empregados mais dispostos, ao estarem ociosos com menor horas de trabalho, passaram a buscar o segundo emprego e a se submeter a remuneração mais baixa, menores benefícios contratuais, o que fez abandonarem esse modelo e retornar ao antigo.

O que os deputados deveriam estar alavancando, é a desoneração da folha de pagamento, redução das despesas da contratação, conforme vídeo postado hoje no blog.

É isso, vamos esperar para ver a votação do dia 26.11.08.

Sds Marcos Alencar.

 

Compartilhe esta publicação

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email