VÍDEO. Diferenças entre desvio e acúmulo de função. Art.468 da CLT.

Escrito por Marcos Alencar   // fevereiro 5, 2010   // 6 Comentários

 

Prezados Leitores,

Uma exposição sobre um fenômeno que normalmente ocorre nos momentos de crise, de demissões em massa, que é o acúmulo e desvio de função em face a redução dos quadros funcionais. Observamos a importância do art. 468 da CLT nessa tomada de decisão.

Sds MarcosAlencar

 


Tags:

acordo trabalhista

acúmulo de função

acúmulo de função contrato de trabalho

alteração do contrato de trabalho

art. 468 da CLT

art.468 da CLT alteração do contrato de trabalho.

atividade laboral

contrato de trabalho

ctps

demissão

demissão sem justa causa

desemprego

desvio de atividade

desvio de função

desvio de função contrato de trabalho

direito ao salário do substituído

direito e trabalho

empregabilidade

empregado

empregador

estabilidade no emprego

Justiça do trabalho

pagamento de diferença salarial

passivo trabalhista

Prevenção trabalhista

processo trabalhista

reclamaçào trabalhista

relação de emprego

salário

tribunal do trabalho


Similar posts

6 COMENTÁRIOSS

  1. By Elifas Machado, 17 de outubro de 2009

    Exatamente foram esclarecidas minhas dúvidas sobre desvio eacúmulo de funções.
    Um abraço
    Elifas
    Diretor Administrativo do Sindipetro-es

  2. By andre gama, 8 de setembro de 2010

    Foi muito esclarecedora as informações obtidas sobre acúmulo de função e assédio moral dentro das empresas. Ultimamente as empresas se usam da falta de informação jurídica dos seus funcionários para cometer abusos contra os mesmos. Acho que deveria ter uma maior divulgação de informações para ao menos tentar coibir tais abusos.

  3. By fabiano, 11 de outubro de 2010

    Nossa, muito bacana seu site!!!
    Muito obrigado pela ajuda e parabéns pela iniciativa
    Abs
    fabiano

  4. By ALBA VALERIA SOBREIRA, 16 de março de 2011

    Achei a explicação, apesar de suscinta, muito esclarecedora tanto para os profissionais de direito, quanto aos empregados que através desses esclarecimentos, podem se for o caso, buscar junto a Justiça do Trabalho seus direitos, que quase nunca são respeitados pelos empregadores.
    Muito Obrigado. Parabéns pelo site e essa excelente prestação de serviços.

    Dra. Alba Valeria

  5. By Jorge, 10 de novembro de 2011

    Otimo esclarecimento,passo por esta situação, fui contratado como chefe e diariamente faço coletas e entregas por falta de motorista, inclusive esta situação me causou uma lesaõ no braço.

    Jorge

  6. By anderson, 14 de dezembro de 2011

    parabens pela sua explicação e pelo site!
    esclareceu minha duvidas eu me equadro nesta situação fui contratado como mecanico e exerço desde o inicio trabalho de serralheria e soldagem e nestes 3 anos nada mudou continuo com o registro de mecanico e nao recebo insalubridade / periculosidade.
    ha fica so mais uma duvida sou serralheiro e soldador qual das duas eu teria direito insalubridade ou periculosidade?
    novamente agradeço pelo espaço!

Nós aqui debatemos ideias, não respondemos consultas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing